terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

A malta jovem e o Manel

A malta jovem expressa, via jovem rafeiro, a sua intenção de voto:

Ó Manel, com esta, vê lá se acabas com os estágios e se dás aqui uma ajuda com o Sindicato; está mais que visto que é o próximo passo a dar. Caso esta colaboração se dê, a malta jovem promete votar e aparecer na Assembleias-Gerais em peso.

Não te esqueças de pagar as quotas!

Outra coisa que a malta jovem não entende é: se o Rodeia está tão preocupado com o Manel estar na OA há 6 anos, porque é que ainda ninguém referiu que o Rodeia está lá há mais de 12?!

Contas feitas (só com os que agora nos ocorre):
1 mandato em 1992 pela Associação;
1 mandato com a Quintanilha;
2 mandatos com a Roseta;
ora 3 x 4= 12!

Ó Rodeia, "de uma vez por todas", não há volta a dar: se aqui há algum emplastro, és mesmo tu.

5 comentários:

JPL disse...

Ontem, em vez de ficar em casa a passajar meias resolvi assistir ao debate entre os três candidatos. Tentei ir a horas pois na minha ingenuidade, pensei que se aparecessem 150 pessoas (1% dos 15000 inscritos na Ordem) já não me sentaria no anfiteatro. Ingenuidade minha; apareceram 0.3333333%.

C-i-n-q-u-e-n-t-a pessoas. Contei 3 candidatos, 1 moderadora e poucos dos alguns arquitectos que fazem parte das respectivas listas ou de listas anteriores. De resto, chegavam os dedos de uma mão para contar as pessoas como eu que nada têm a ver com o universo da Ordem.

O que mais me intrigou foi o festão que perdi ou jogo da selecção que me passou ao lado. Só com razões desta natureza posso desculpabilizar todos os jovens (e rafeiros) arquitectos que não estavam.

A maioria dos ataques, historietas e questões colocadas pela plateia começou sempre com uma contextualização histórica, que não raras as vezes, se situava na década de 80. Uma das fábulas contadas deu-se em 79, esse grande ano.... do meu nascimento.

Ninguém com menos de 30 anos, talvez dois trintinhos no lado esquerdo. Não vi ninguém do meu ano da FAUTL, nem do ano anterior. Não vi ninguém indignado com as condições de trabalho que nos são impostas. E porquê? Porque os poucos que estavam representavam os empregadores, os padroeiros dos estágios e do trabalho precário. Faltavam os que trabalham a recibos verdes desde que a Associação passou a Ordem (10 anos) e os que pagam para estagiar.

Mea culpa por não lhes ter arrancado o microfone das mãos mas, entre a minha risota ingovernável e a vontade de lacrimejar, sobraram poucas forças para falar. Prometo que na próxima ninguém me cala.

Jovem,
Se és jovem (mau) e arquitecto (pior ainda) junta-te a nós no próximo(a) debate/assembleia/encontro na OA. Drama, emoção, comedia e horror. Há de tudo, vem viver ao vivo um filme do Benigni. Traz as tuas pipocas.

Não te preocupes Cão, sei bem em que C-andidato votar.

JPL

Jovem Rafeiro disse...

Ó Tiago Pegado-aos-Montes, a pessoa que referes saberá dizer com certeza se concorda ou não com as palavras que aqui estão escritas (se tiver pachorra); nós por acaso até o conhecemos! mas lamento informar-te que este espaço não é da sua responsabilidade; se queres pôr as culpas em alguém terás que alargar a tua pesquisa e facilmente perceberás que o jovem rafeiro é uma equipa, e não o trabalho de uma pessoa só. E por muito orgulho pelo trabalho que temos aqui desenvolvido, o que nos parece pouco democrático é tu chegares aqui e pôres as nossas palavras na boca de outrém, assim porque te apetece ou porque dá jeito. Este espaço é um espaço de humor e de contra-informação, e somos receptivos a comentários, mas pá, que venham com algum sentido.

E olha, se te faz tanta impressão o anonimato, não sejas tonto, ignora-nos!

Haja pachorra...

Jovem Rafeiro disse...

Outra coisa, a partir de hoje, vai haver censura aos comentários chatos e de gente manhosa. Temos dito.

Tiago Pegado aos Montes (de quê?), já foste dar uma curva :)

E pára com o spam que andas a libertinamente a fazer porque é tonto, chato e manhoso.

Beijinhos

Jovem Rafeiro disse...

Caro jpl,

O jogo da selecção foi fraquinho...

Mas caso o Manel vença havemos de lá estar porque, com ele, já sabemos que podemos falar.

Entretanto, fica-nos o saudosismo do Figo; e esse problema já ninguém resolve...

Cumprimentos rafeiros

Jovem Rafeiro disse...

Juro que acabei mesmo agora de apagar mais um comentário do Tiago Pegado aos Montes! Devia ter umas 1000 palavras!

Tamos aqui a ter um fartote contigo, obrigado!